Blog

A primeira fase da caminhada para quem deseja obter a habilitação de motorista é a avaliação psicológica (psicotécnico) que acontece lá na clínica credenciada pelo Detran.

Talvez você já tenha passado por esse exame na ocasião de uma contratação trabalhista ou posse em concurso público. Mas, a verdade é que a grande maioria das pessoas nunca fez esse teste e, por isso, não têm a mínima ideia de como funciona.

Pensando nisso resolvi escrever este texto para esclarecer definitivamente todas as dúvidas acerca desses exames e te apresentar dicas e técnicas que vão te ajudar a passar por eles sem maiores problemas.

CLIQUE AQUI para conhecer as TÉCNICAS para dominar a sua mente, controlar suas emoções e poder passar na prova teórica do Detran treinando apenas 15 minutos por dia.

Eu sou o Dr. Eriston Mourão, psicanalista, coach e terapeuta em programação neurolinguística (PNL) e criador do programa APROVETECH que, em parceria com a equipe da LegTransito, será utilizado para mostrar técnicas e estratégias que eliminam todos os fatores de descontrole emocional na hora da prova e, então, conseguir a aprovação nos exames e realizar o sonho da carteira habilitação.

POR QUE FAZER EXAME PSICOTÉCNICO

O exame psicotécnico é constituído de testes que avaliam, dentre outros, a personalidade e as tomadas de decisões, do candidato, no desenvolvimento de determinadas atividades.  Serve para verificar as condições psicológicas do motorista diante de situações que o exponham ao estresse e que gerem ansiedade ou nervosismo – sintomas muito comuns nos motoristas.

Serão avaliadas habilidades como: coordenação motora, concentração, atenção, memória, tomada de decisões, raciocínio lógico, destreza diante de certas situações, controle psicológico e emocional.

O teste avalia também a prudência e o “temperamento” do condutor no trânsito; como ele reage diante de situações de irritação e expõe traços de sua personalidade definindo sua destreza e aptidão para conduzir um veículo situações adversas.

Veja ESTE TEXTO onde eu mostro porque o nervosismo atrapalha tanto na hora da prova do Detran e o que você pode fazer para acabar com esse problema.

Ressalte-se a importância de todos esses exames, uma vez que o condutor deve estar preparado psicologicamente para assumir a direção de um veículo – o fator psicológico é determinante para a segurança no trânsito, sua e de terceiros, pois é isso que define a maneira como ele vai se comportar diante de situações adversas.

O PERIGO DOS TESTES REALIZADOS POR NÃO PROFISSIONAIS

Em meados de 2012, aconteceu uma polêmica no mundo virtual que envolvia os testes psicotécnicos. Alguns sites disponibilizaram testes psicotécnicos, aplicados por pessoas sem a devida formação e credenciamento.

Diante do ocorrido, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) considerou irregular a publicação e aplicação online desses testes e, portanto, que os responsáveis estavam cometendo uma contravenção penal de exercício ilegal da profissão. Ao aplicar os testes indevidos, essas pessoas exerciam a profissão sem a formação específica e sem habilitação legal para tanto.

Diante disso, o juiz da 21ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal determinou que os conteúdos e palavras-chaves, relacionadas aos exames, fossem retiradas do Google, Bing e Yahoo, dentre outras, em até 48h.

Conforme a ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF), a divulgação indevida desses testes, além de prejudicar a categoria dos psicólogos – atentando contra um de seus mais importantes instrumentos de trabalho –, pode levar candidatos não adequados à aprovação.

Na sua maioria, os testes retirados da internet não foram criados por profissionais e, por isso, seus efeitos são duvidosos. Portanto, antes de se aventurar em um destes testes virtuais, certifique-se de sua procedência e não se iluda com os resultados obtidos neles.

COMO SÃO REALIZADOS OS EXAMES PSICOTÉCNICOS

Por meio de testes onde são utilizados desenhos e traçados é possível avaliar como a pessoa age em situações de adversidade, emergência e nas tomadas de decisões, necessárias à adequada condução do veículo.

 

Teste Palográfico: trata-se um instrumento ou teste expressivo com o objetivo de obtenção de dados e informações sobre determinada pessoa – personalidade, caráter, tipo de inteligência apresentada, grau de instrução e características emotivas.

Como se preparar para ser aprovado no exame Psicotécnico do Detran

 

Testes que avaliam a atenção, o raciocínio e a memória são aplicados para avaliar o nível de concentração do candidato e se ele é capaz de manter o foco em determinada atividade. Aplicam-se exercícios que apresentem, simultaneamente, os estímulos visuais e sonoros para verificar o grau de dispersão da pessoa – a dispersão é um fator de elevado risco no trânsito, por isto o teste de atenção é fundamental.

 

Para avaliar o seu nível de raciocínio, os exercícios podem envolver desenhos e figuras geométricas, imagens em determinadas sequências ou números diferentes.

 

Quanto à avaliação referente à memória, o psicólogo pode apresentar diversas imagens e solicitar que o candidato responda em que momento viu determinada figura.

 

COMO SE PREPARAR PARA O TESTE PSICOTÉCNICO

Antes de tudo, é importante ressaltar que não existe certo e errado no teste psicotécnico do DETRAN. Tratam-se de características pessoais avaliadas para saber se o indivíduo tem condições de dirigir. Portanto, não é necessário estudar algo antes da realização do exame. Mas, de qualquer maneira, existem algumas dicas que podem ajudar você neste momento.

Dicas:

Fique por dentro de todas as técnicas que ensinamos no programa APROVETECH e passe de primeira no exame psicotécnico do Detran.

Para fazer a coisa certa:

De qualquer modo, não se preocupe demais, pois é humanamente impossível executar uma tarefa perfeitamente. Portanto, basta que você seja honesto ao realizar o teste e faça o que você sabe, da forma como acredita que deve ser feito.

Para dissipar problemas:

No dia que antecede o seu exame, consumir alimentação leve; Não ingerir bebidas alcoólicas ou entorpecentes; Dormir cedo; Evitar ficar muito tempo na frente da televisão, celular ou computador; Evitar discussões com pessoas de sua convivência (cônjuge, colegas de trabalho e outros).

Para exercitar o cérebro:

Fazer algumas atividades fora da sua rotina ou algo que exija esforço e concentração. Coisas que você não esteja habituado a fazer, como por exemplo: Ler de trás para frente; Percorrer um trajeto diferente até o seu trabalho; Vestir-se de olhos fechados; Ver as horas num espelho; Trocar o mouse do computador de lado; Escovar os dentes utilizando as duas mãos.

O QUE ACONTECE EM CASO DE REPROVAÇÃO NO TESTE PSICOTÉCNICO

A resolução 425/12 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em seu artigo 9º estabelece:

“Art. 9º – Na avaliação psicológica o candidato será considerado pelo psicólogo perito examinador de trânsito como:
I – apto – quando apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor;
II – inapto temporário – quando não apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor, porém passível de adequação;
III – inapto – quando não apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor.”

Como se pode observar, existem três possibilidades de avaliação:

1. Você pode não apresentar impedimentos psicológicos e ser considerado APTO para dirigir;

2. pode ser considerado como temporariamente INAPTO. Nesse caso, seu desempenho psicológico pode se tornar adequado para dirigir e você poderá refazer o teste quando o prazo de inaptidão findar;

3. ou simplesmente INAPTO. Isso significa que você não apresenta as características mínimas necessárias para a condução de um veículo.

De qualquer forma, frente a um resultado negativo (inapto ou inapto temporariamente), você poderá pedir uma reavaliação e solicitar que o psicólogo explique os motivos pelos quais sua apreciação não foi positiva.

O candidato não considerado apto terá até 30 dias para solicitar uma nova avaliação, de acordo com o artigo 11 da referida Resolução:

“Art. 11. Independente do resultado do exame de aptidão física e mental e da avaliação psicológica, o candidato poderá requerer, no prazo de trinta dias, contados do seu conhecimento, a instauração de Junta Médica e/ou Psicológica ao órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal, para reavaliação do resultado”.

CLIQUE AQUI e conheça nosso programa APROVETECH e aprenda eliminar todo e qualquer descontrole emocional na hora da prova do Detran.

Coautor: Dr. Eriston Mourão

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Kit Aprovação - Pacote Completo com Manual Aluno + Simulados + DVD Curso Teórico