Arquivos

Tag: detran

O Guia Definitivo para passar nas Provas do Detran

Tirar a carteira nacional de habilitação é o sonho de todas as pessoas que buscam a liberdade de poder ir e vir para onde quiserem sem se preocupar com a fiscalização. Entretanto, esse sonho tem se tornado pesadelo para muitos que, após matriculados numa autoescola, sofrem com reprovações nos exames teóricos e práticos do Detran. Afinal, por que tantas pessoas são reprovadas nestas provas?

CLIQUE AQUI para conhecer as melhores TÉCNICAS de como controlar o nervosismo e passar de primeira na prova teórica do Detran.

Olá, eu sou Ronaldo Cardoso, trabalho com treinamento de pessoas (motoristas ou candidatos) há 20 anos e, ao longo desse período, pude entender quais são os motivos que levam 95% das pessoas a serem reprovadas em algum exame do Detran, dos quais destaco:

1. Surrealidade: Detran (Contran) exige coisas que NÃO se assemelham à realidade cotidiana do motorista – está mais para um “PEÇA DE CIRCO” que propriamente exames para habilitação;

2. Metodologias INEFICAZES na instrução e formação dos candidatos. Para corrigir esse problema criamos o FÓRMULA DA APROVAÇÃO, um treinamento totalmente elaborado para elevar o candidato ao seu melhor potencial no menor prazo possível – estudando apenas 15 minutos por dia.

3. O Descontrole Emocional, responsável pela perda de, pelo menos, 30% da capacidade do candidato, na hora da avaliação do Detran. Para suprir essa necessidade fomos buscar socorro com um dos maiores especialistas em controle da mente, da América Latina, o Dr. Eriston Mourão que, por meio do programa APROVETECH nos trouxe A SOLUÇÃO para esse mal que atormenta e reprova alunos que, tecnicamente, já estavam preparados e foram traídos pela própria mente.

Fique por dentro de todas as técnicas ensinadas no programa APROVETECH e passe de primeira no exame teórico do Detran.

Dentre as técnicas trabalhadas pelo Doutor e sua equipe, estão:

DEU “BRANCO”

A maneira como os conteúdos são, na maioria das vezes, apresentados ao alunos, os impõe a “decoreba” como forma absorver o que lhes é oferecido. O grande problema é que essa é uma metodologia mecânica, e limita a retenção mental desses assuntos ao curto prazo.

É importante ressaltar que um dos pilares determinantes para que o aluno, futuro motorista, tenha um bom desempenho na prática de direção, é ter uma boa base teórica.

Qualquer coisa diferente disso o candidato corre o risco, de diante de qualquer variável emocional, esquecer na hora do exame de tudo que decorou, seja num momento de ansiedade ou nervosismo onde dá aquele ¨branco¨ – a pessoa simplesmente trava e  não consegue lembrar de nada que decorou.

REPROGRAMAÇÃO CEREBRAL

Nosso cérebro recebe as informações por meio de estímulos captados pelos canais sensoriais: visão, audição, tato, olfato e paladar. Cada novo conhecimento promove novas conexões neurais (ligações entre neurônios) e acessa as já existentes em busca de associações. Quando uma nova informação lhe é recebida, e essa informação faz sentido, ela chega ao sistema cognitivo de pronto e conecta-se a um  (dado) preexistente.

Associada a esse dado preexistente, a informação também se torna um conhecimento significativo, que é retido por muito mais tempo no cérebro, formando a memória de longo prazo.

ASSOCIAÇÃO E PRAZER

A técnica da ASSOCIAÇÃO consiste no aluno receber um novo conteúdo e o associar a algo que já conhece. Por exemplo: quem tem dificuldade de direção (direita e esquerda) pode fazer associação com o braço no qual fica o relógio.

Assim, sempre que ele precisar dessa definição com um pouco mais de rapidez, ao invés de buscar essa informação em algum lugar do seu cérebro, vai simplesmente olhar para o braço e assim fazer a relação com a direção para onde deseja ir.

Eu quero te enviar outros materiais que vão ajudá-lo a acabar com o nervosismo na hora da prova do Detran – CLIQUE AQUI para receber.

 É comprovado que se uma pessoa chega para um evento – uma palestra por exemplo – e antes de começar ela já passa por alguns perrengues, como: Calor ambiente (falta de ar condicionado); Dificuldade de acesso ao ambiente do evento (mal recebido ou exigências não programadas); Faltou lugar para se sentar ou ficou numa posição não muito favorável; antes mesmo do palestrante abrir a boca, essa pessoa já terá fechado o seu cérebro de maneira que nada, ou quase nada, que for falado pelo palestrante o interessará, ou mesmo que o agrade, não será bem absorvido pela sua mente.

Portanto, esteja de mente aberta para receber com PRAZER o conteúdo que lhe será oferecido. Tente não deixar que nada o desestimule ou comprometa o seu humor antes e durante os estudos.

Para um aprendizado satisfatório, é necessário que você use essas duas técnicas, dentre várias outras que ensinamos em nosso programa APROVETECH, pois com elas (associação e prazer) você terá um desempenho muito maior enquanto estiver estudando.

EXERCITANDO A MEMÓRIA

Estimular a memória algumas horas após sua aquisição pode facilitar sua consolidação. Não é incomum ouvirmos relatos de pessoas que passaram por situações em que ela dominava determinado conhecimento, mas ao ser submetida à prova – uma entrevista ou fala em público – as informações ficam comprometidas, vindo à mente incompletas ou distorcidas.

Tais falhas repentinas, que ocorrem com circunstâncias de pressão emocional, podem ser causadas pelo estresse e pela ansiedade, que geram nervosismo e promovem a liberação de cortisol (hormônio) o qual, em alta concentração, agem sobre os neurônios receptores causando essa confusão mental.

A capacidade de armazenar informações depende do potencial físico do cérebro. Esse potencial é que determina a capacidade de processamento do cérebro que, por sua vez, podem ser melhoradas por meio de exercícios.  Por isso, no programa APROVETECH, aplicamos uma técnica de exercício cerebral chamada Neuróbica, baseada no estudo do neurocientista norte-americano Larry Katz – autor do livro “Mantenha seu cérebro vivo, uma ginástica específica para o cérebro”.

A teoria de Katz é baseada no argumento de que, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida. Exercitando o cérebro você tem melhor concentração, atenção, aprendizagem e pode  acessar melhor o seu arquivo de memórias, resgatando imediatamente informações importantes no momento das avaliações.

Essa técnica consiste em, literalmente, MALHAR O CÉREBRO tornando-o fisicamente mais “forte” e, portanto, mais preparado para absorver de forma muito mais eficaz os conhecimentos que lhe são imputados.

CONCLUSÃO

Nós, do Autoescola Online e do canal YouTube.com/LegTransito, pensando em COMO CRIAR ALGO DEFINITIVO que possa te ajudar em todas as etapas do processo de habilitação, desde o psicotécnico até a aprovação no exame de rua –  não permitindo que seu sonho se torne num pesadelo – criamos os treinamentos FÓRMULA DA APROVAÇÃO e APROVETECH recheados das mais avançadas técnicas e metodologias de ensino, aprendizado e controle da mente.

Tudo o que é ensinado nestes treinamentos já foi testado e validado por milhares de pessoas ao longo do últimos 20 anos e, agora, está ao alcance da sua mão. A decisão é sua: Escolha ser aprovado de primeira e não ter que passar pela frustração, vergonha e dor da reprovação.

Chega de se sentir humilhado por causa de reprovações nas provas do Detran – CLIQUE AQUI e assista ao vídeo onde eu e o Dr. Eriston falamos sobre as técnicas para aprender a eliminar o nervosismo na hora do seu exame.

Como se concentrar melhor para memorizar tudo o que é ensinado na autoescola e passar na prova do Detran

Alunos matriculados nos cursos preparatórios para prova teórica do Detran, ou mesmo aqueles que já fizeram o teste e foram reprovados, costumam queixar-se de que não estão conseguindo absorver os conteúdos necessários  para a aprovação.

Seja pelo grande volume de informações novas; seja pela falta de técnicas de ensino e didática mais eficazes, a verdade é que com algumas técnicas e reprogramação do cérebro é possível dar um salto gigantesco na performance de qualquer pessoa que esteja se preparando para passar pelas avaliações do Detran. Neste texto eu vou te mostrar algumas destas técnicas poderosas.

CLIQUE AQUI para conhecer as melhores TÉCNICAS de como controlar o nervosismo e passar de primeira na prova teórica do Detran.

Eu sou o Dr. Eriston Mourão, psicanalista, coach e terapeuta em programação neurolinguística (PNL) e criador do programa APROVETECH que, em parceria com a equipe da LegTransito, será utilizado para mostrar técnicas e estratégias que eliminam todos os fatores de descontrole emocional na hora da prova e, então, conseguir a aprovação nos exames e realizar o sonho da carteira habilitação.

DEU “BRANCO”

A maneira como os conteúdos são, na maioria das vezes, apresentados ao alunos, os impõe a “decoreba” como forma absorver o que lhes é oferecido. O grande problema é que essa é uma metodologia mecânica, e limita a retenção mental desses assuntos ao curto prazo. É importante ressaltar que um dos pilares determinantes para que o aluno, futuro motorista, tenha um bom desempenho na prática de direção, é ter uma boa base teórica.

Qualquer coisa diferente disso o candidato corre o risco, de diante de qualquer variável emocional, esquecer na hora do exame de tudo que decorou, seja num momento de ansiedade ou nervosismo onde dá aquele ¨branco¨ – a pessoa simplesmente trava e  não consegue lembrar  de nada que decorou.

Outra explicação para este “branco” está na dependência, cada vez maior, da tecnologia – que substitui recordações naturais por artificiais e compromete significativamente as funções cognitivas do indivíduo causando o déficit de memória (esquecimento).

Fique por dentro de todas as técnicas ensinadas no programa APROVETECH e passe de primeira no exame teórico do Detran.

Já imaginou se pudéssemos lembrar de tudo o que vemos, ouvimos ou vivenciamos com a facilidade em que nos recordamos dos nomes de familiares ou de momentos felizes que passamos? A neurociência nos ajuda a entender como aprendemos e formamos memória e porque resgatamos algumas com facilidade e esquecemos parcial ou totalmente de outras.

REPROGRAMAÇÃO CEREBRAL

Nosso cérebro recebe as informações por meio de estímulos captados pelos canais sensoriais: visão, audição, tato, olfato e paladar. Cada novo conhecimento promove novas conexões neurais (ligações entre neurônios) e acessa as já existentes em busca de associações. Quando uma nova informação lhe é recebida, e essa informação faz sentido, ela chega ao sistema cognitivo de pronto e conecta-se a um  (dado) preexistente.

Associada a esse dado preexistente, a informação também se torna um conhecimento significativo, que é retido por muito mais tempo no cérebro, formando a memória de longo prazo.

Por outro lado, se a informação não faz sentido, acontece um tipo de aprendizagem meramente mecânico e de rápido esquecimento, denominada memória de curto prazo. Pode-se afirmar que sem memória, não há aprendizado.

A atenção ao recebermos uma informação e as emoções que atribuímos a ela são essenciais para determinar o que guardaremos de forma mais reforçada.

Quanto mais a pessoa recebe estímulos neurais referentes a uma nova informação, e quanto maior a carga emocional contida neste estímulo maior será a consolidação desta informação na sua memória. Isso ocorre porque as sinapses e mecanismos envolvidos na aprendizagem desta tarefa se fortalecem com a prática, a repetição e de acordo com a intensidade dos estímulos (emoções).

ASSOCIAÇÃO E PRAZER

A técnica da ASSOCIAÇÃO consiste no aluno receber um novo conteúdo e o associar a algo que já conhece. Por exemplo: quem tem dificuldade de direção (direita e esquerda) pode fazer associação com o braço no qual fica o relógio. Assim, sempre que ele precisar dessa definição com um pouco mais de rapidez, ao invés de buscar essa informação em algum lugar do seu cérebro, vai simplesmente olhar para o braço e assim fazer a relação com a direção para onde deseja ir.

Eu quero te enviar outros materiais que vão ajudá-lo a acabar com o nervosismo na hora da prova do Detran – CLIQUE AQUI para receber.

Não poderíamos deixar de falar no técnica do PRAZER. É comprovado que se uma pessoa chega para um evento – uma palestra por exemplo – e antes de começar ela já passa por alguns perrengues, como: Calor ambiente (falta de ar condicionado); Dificuldade de acesso ao ambiente do evento (mal recebido ou exigências não programadas); Faltou lugar para se sentar ou ficou numa posição não muito favorável; antes mesmo do palestrante abrir a boca, essa pessoa já terá fechado o seu cérebro de maneira que nada, ou quase nada, que for falado pelo palestrante o interessará, ou mesmo que o agrade, não será bem absorvido pela sua mente.

Portanto, esteja de mente aberta para receber com PRAZER o conteúdo que lhe será oferecido. Tente não deixar que nada o desestimule ou comprometa o seu humor antes e durante os estudos.

Para um aprendizado satisfatório, é necessário que você use essas duas técnicas, dentre várias outras que ensinamos em nosso programa APROVETECH, pois com elas (associação e prazer) você terá um desempenho muito maior enquanto estiver estudando.

Algo similar pode ser constatado naquele aluno que está aprendendo a dirigir. As cinco aulas no simulador mais 20 na direção do veículo, associadas a um estado de satisfação, de tranquilidade e bom humor fortalecerá as conexões neurais, fazendo com que este fique mais confiante – isso gera a consolidação do aprendizado que fica retida na memória de longo prazo e, assim, podendo ser acessada a qualquer momento por meio de estímulos, seja visual, sonoro ou cinestésico.

EXERCITANDO A MEMÓRIA

Estimular a memória algumas horas após sua aquisição pode facilitar sua consolidação. Não é incomum ouvirmos relatos de pessoas que passaram por situações em que ela dominava determinado conhecimento, mas ao ser submetida à prova – uma entrevista ou fala em público – as informações ficam comprometidas, vindo à mente incompletas ou distorcidas.

Tais falhas repentinas, que ocorrem com circunstâncias de pressão emocional, podem ser causadas pelo estresse e pela ansiedade, que geram nervosismo e promovem a liberação de cortisol (hormônio) o qual, em alta concentração, agem sobre os neurônios receptores causando essa confusão mental.

É preciso que aluno entenda o conteúdo para que o memorize. Quando assimilamos, sistematizamos e formarmos conceitos, estabelecemos uma memória de longa duração. Assim, aprender e entender tornam-se sinônimo de memorizar.

Geralmente, as pessoas são ávidas por imagens e movimentos. Acostumados com vídeos, jogos sons (ação). Portanto, inovar as estratégias de ensino como incluir recursos visuais, audiovisuais, é uma necessidade para o aprendizado e memorização. Pois, torna as aulas dinâmicas, interessantes e desafiadoras, aliadas à repetição e ao treino como formas de reforçar as sinapses, despertam a atenção e interesse dos alunos, contribuindo para a memorização.

A capacidade de armazenar informações depende do potencial físico do cérebro. Esse potencial é que determina a capacidade de processamento do cérebro que, por sua vez, podem ser melhoradas por meio de exercícios.  Por isso, no programa APROVETECH, aplicamos uma técnica de exercício cerebral chamada Neuróbica, baseada no estudo do neurocientista norte-americano Larry Katz – autor do livro “Mantenha seu cérebro vivo, uma ginástica específica para o cérebro”.

A teoria de Katz é baseada no argumento de que, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e plena, a mente também precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida. Exercitando o cérebro você tem melhor concentração, atenção, aprendizagem e pode  acessar melhor o seu arquivo de memórias, resgatando imediatamente informações importantes no momento das avaliações.

Essa técnica consiste em, literalmente, MALHAR O CÉREBRO tornando-o fisicamente mais “forte” e, portanto, mais preparado para absorver de forma muito mais eficaz os conhecimentos que lhe são imputados.

Chega de se sentir humilhado por causa de reprovações nas provas do Detran – CLIQUE AQUI e assista ao vídeo onde o Dr. Eriston e o Prof. Ronaldo falam sobre as técnicas para aprender a eliminar o nervosismo na hora do seu exame.

Coautor: Dr. Eriston Mourão
Autor: RONALDO CARDOSO

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

A primeira fase da caminhada para quem deseja obter a habilitação de motorista é a avaliação psicológica (psicotécnico) que acontece lá na clínica credenciada pelo Detran.

Talvez você já tenha passado por esse exame na ocasião de uma contratação trabalhista ou posse em concurso público. Mas, a verdade é que a grande maioria das pessoas nunca fez esse teste e, por isso, não têm a mínima ideia de como funciona.

Pensando nisso resolvi escrever este texto para esclarecer definitivamente todas as dúvidas acerca desses exames e te apresentar dicas e técnicas que vão te ajudar a passar por eles sem maiores problemas.

CLIQUE AQUI para conhecer as TÉCNICAS para dominar a sua mente, controlar suas emoções e poder passar na prova teórica do Detran treinando apenas 15 minutos por dia.

Eu sou o Dr. Eriston Mourão, psicanalista, coach e terapeuta em programação neurolinguística (PNL) e criador do programa APROVETECH que, em parceria com a equipe da LegTransito, será utilizado para mostrar técnicas e estratégias que eliminam todos os fatores de descontrole emocional na hora da prova e, então, conseguir a aprovação nos exames e realizar o sonho da carteira habilitação.

POR QUE FAZER EXAME PSICOTÉCNICO

O exame psicotécnico é constituído de testes que avaliam, dentre outros, a personalidade e as tomadas de decisões, do candidato, no desenvolvimento de determinadas atividades.  Serve para verificar as condições psicológicas do motorista diante de situações que o exponham ao estresse e que gerem ansiedade ou nervosismo – sintomas muito comuns nos motoristas.

Serão avaliadas habilidades como: coordenação motora, concentração, atenção, memória, tomada de decisões, raciocínio lógico, destreza diante de certas situações, controle psicológico e emocional.

O teste avalia também a prudência e o “temperamento” do condutor no trânsito; como ele reage diante de situações de irritação e expõe traços de sua personalidade definindo sua destreza e aptidão para conduzir um veículo situações adversas.

Veja ESTE TEXTO onde eu mostro porque o nervosismo atrapalha tanto na hora da prova do Detran e o que você pode fazer para acabar com esse problema.

Ressalte-se a importância de todos esses exames, uma vez que o condutor deve estar preparado psicologicamente para assumir a direção de um veículo – o fator psicológico é determinante para a segurança no trânsito, sua e de terceiros, pois é isso que define a maneira como ele vai se comportar diante de situações adversas.

O PERIGO DOS TESTES REALIZADOS POR NÃO PROFISSIONAIS

Em meados de 2012, aconteceu uma polêmica no mundo virtual que envolvia os testes psicotécnicos. Alguns sites disponibilizaram testes psicotécnicos, aplicados por pessoas sem a devida formação e credenciamento.

Diante do ocorrido, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) considerou irregular a publicação e aplicação online desses testes e, portanto, que os responsáveis estavam cometendo uma contravenção penal de exercício ilegal da profissão. Ao aplicar os testes indevidos, essas pessoas exerciam a profissão sem a formação específica e sem habilitação legal para tanto.

Diante disso, o juiz da 21ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal determinou que os conteúdos e palavras-chaves, relacionadas aos exames, fossem retiradas do Google, Bing e Yahoo, dentre outras, em até 48h.

Conforme a ação movida pelo Ministério Público Federal (MPF), a divulgação indevida desses testes, além de prejudicar a categoria dos psicólogos – atentando contra um de seus mais importantes instrumentos de trabalho –, pode levar candidatos não adequados à aprovação.

Na sua maioria, os testes retirados da internet não foram criados por profissionais e, por isso, seus efeitos são duvidosos. Portanto, antes de se aventurar em um destes testes virtuais, certifique-se de sua procedência e não se iluda com os resultados obtidos neles.

COMO SÃO REALIZADOS OS EXAMES PSICOTÉCNICOS

Por meio de testes onde são utilizados desenhos e traçados é possível avaliar como a pessoa age em situações de adversidade, emergência e nas tomadas de decisões, necessárias à adequada condução do veículo.

 

Teste Palográfico: trata-se um instrumento ou teste expressivo com o objetivo de obtenção de dados e informações sobre determinada pessoa – personalidade, caráter, tipo de inteligência apresentada, grau de instrução e características emotivas.

Como se preparar para ser aprovado no exame Psicotécnico do Detran

 

Testes que avaliam a atenção, o raciocínio e a memória são aplicados para avaliar o nível de concentração do candidato e se ele é capaz de manter o foco em determinada atividade. Aplicam-se exercícios que apresentem, simultaneamente, os estímulos visuais e sonoros para verificar o grau de dispersão da pessoa – a dispersão é um fator de elevado risco no trânsito, por isto o teste de atenção é fundamental.

 

Para avaliar o seu nível de raciocínio, os exercícios podem envolver desenhos e figuras geométricas, imagens em determinadas sequências ou números diferentes.

 

Quanto à avaliação referente à memória, o psicólogo pode apresentar diversas imagens e solicitar que o candidato responda em que momento viu determinada figura.

 

COMO SE PREPARAR PARA O TESTE PSICOTÉCNICO

Antes de tudo, é importante ressaltar que não existe certo e errado no teste psicotécnico do DETRAN. Tratam-se de características pessoais avaliadas para saber se o indivíduo tem condições de dirigir. Portanto, não é necessário estudar algo antes da realização do exame. Mas, de qualquer maneira, existem algumas dicas que podem ajudar você neste momento.

Dicas:

Fique por dentro de todas as técnicas que ensinamos no programa APROVETECH e passe de primeira no exame psicotécnico do Detran.

Para fazer a coisa certa:

De qualquer modo, não se preocupe demais, pois é humanamente impossível executar uma tarefa perfeitamente. Portanto, basta que você seja honesto ao realizar o teste e faça o que você sabe, da forma como acredita que deve ser feito.

Para dissipar problemas:

No dia que antecede o seu exame, consumir alimentação leve; Não ingerir bebidas alcoólicas ou entorpecentes; Dormir cedo; Evitar ficar muito tempo na frente da televisão, celular ou computador; Evitar discussões com pessoas de sua convivência (cônjuge, colegas de trabalho e outros).

Para exercitar o cérebro:

Fazer algumas atividades fora da sua rotina ou algo que exija esforço e concentração. Coisas que você não esteja habituado a fazer, como por exemplo: Ler de trás para frente; Percorrer um trajeto diferente até o seu trabalho; Vestir-se de olhos fechados; Ver as horas num espelho; Trocar o mouse do computador de lado; Escovar os dentes utilizando as duas mãos.

O QUE ACONTECE EM CASO DE REPROVAÇÃO NO TESTE PSICOTÉCNICO

A resolução 425/12 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em seu artigo 9º estabelece:

“Art. 9º – Na avaliação psicológica o candidato será considerado pelo psicólogo perito examinador de trânsito como:
I – apto – quando apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor;
II – inapto temporário – quando não apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor, porém passível de adequação;
III – inapto – quando não apresentar desempenho condizente para a condução de veículo automotor.”

Como se pode observar, existem três possibilidades de avaliação:

1. Você pode não apresentar impedimentos psicológicos e ser considerado APTO para dirigir;

2. pode ser considerado como temporariamente INAPTO. Nesse caso, seu desempenho psicológico pode se tornar adequado para dirigir e você poderá refazer o teste quando o prazo de inaptidão findar;

3. ou simplesmente INAPTO. Isso significa que você não apresenta as características mínimas necessárias para a condução de um veículo.

De qualquer forma, frente a um resultado negativo (inapto ou inapto temporariamente), você poderá pedir uma reavaliação e solicitar que o psicólogo explique os motivos pelos quais sua apreciação não foi positiva.

O candidato não considerado apto terá até 30 dias para solicitar uma nova avaliação, de acordo com o artigo 11 da referida Resolução:

“Art. 11. Independente do resultado do exame de aptidão física e mental e da avaliação psicológica, o candidato poderá requerer, no prazo de trinta dias, contados do seu conhecimento, a instauração de Junta Médica e/ou Psicológica ao órgão ou entidade executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal, para reavaliação do resultado”.

CLIQUE AQUI e conheça nosso programa APROVETECH e aprenda eliminar todo e qualquer descontrole emocional na hora da prova do Detran.

Coautor: Dr. Eriston Mourão

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Como evitar que o nervosismo atrapalhe na hora da prova do Detran

Aproximadamente 80% das reprovações nas provas do Detran ocorrem por conta do fator EMOCIONAL. Reprovações causam dor, frustração e desmotivação – além da perda dinheiro e tempo. Tudo isso afeta diretamente a autoestima do candidato e cria crenças limitantes de incapacidade, o que dificulta ainda mais a sua aprovação. Neste texto você vai aprender como trabalhar o seu estado emocional e evitar passar por esses mesmos problemas.

Clique aqui para conhecer o SEGREDO para passar de primeira na prova teórica do Detran estudando apenas 15 minutos por dia.

Eu sou o Dr. Eriston Mourão, psicanalista, coach e terapeuta em programação neurolinguística (PNL) e criador do programa APROVETECH que, em parceria com a equipe da LegTransito, será utilizado para mostrar técnicas e estratégias que eliminam todos os fatores de descontrole emocional na hora da prova e, então, conseguir a aprovação nos exames e realizar o sonho da carteira habilitação.

Nos últimos 10 anos o programa APROVETECH ajudou mais de 5 mil  pessoas a conquistarem a tão necessária habilitação por meio de treinamentos presenciais ministrados em autoescolas Brasil afora.

Em nossa clínica já recebemos milhares de candidatos que  não conseguiam ser aprovados em razão da dificuldade de aprendizagem dos conteúdos das aulas. Causas psicológicas e emocionais foram diagnosticadas como os principais fatores desse déficit de desempenho – ressalte-se que estes são os  principais motivos do baixo desempenho do candidato e consequentemente do alto índice de reprovação.

A maioria dos alunos que atendemos nos relatam dificuldade em gerenciar suas emoções nos momentos da avaliação ficando muito tensos, nervosos, ansiosos, e com muito medo de serem reprovados. Não temos nenhuma dúvida que esse descontrole psicológico é o que compromete a sua concentração e o bom desempenho na hora da avaliação. Entretanto, o desafio aqui é apresentar o “antídoto” para inibir esses sintomas.

Todos os dias atendemos pessoas com esses mesmos problemas. Analisamos o caso e logo chegamos ao diagnóstico – com poucos minutos aplicando algumas técnicas do programa APROVETECH, conseguimos alcançar mudanças imediatas do ESTADO comportamental da pessoa e ela já consegue se sentir mais confiante e preparada para enfrentar novamente a prova do Detran.

Imagine, além da frustração da reprovação, ainda ter que gastar mais dinheiro, mais tempo, mais aulas, ou ter que iniciar todo o processo porque não conseguiu concluir dentro do prazo de 01 ano? É desgastante, caro e desanimador –  infelizmente, isso acontece com muita gente! Mas nós podemos te ajudar!

Nosso programa tem o antídoto certo para o seu problema. As poderosas e eficazes técnicas utilizadas no programa APROVETECH vão te ajudar a gerenciar suas emoções e estimular o seu cérebro, para que você utilize TODOS os recursos da sua mente, aumentando significativamente a sua capacidade para ser aprovado de primeira em qualquer exame.

Todas as técnicas utilizadas são fruto de anos e anos de estudos, experiências e trabalhos realizados e validados por milhares de pessoas que já passaram pelo nosso treinamento e hoje estão habilitadas, felizes e realizadas.

Ao longo desses anos várias técnicas foram testadas e aprovadas melhorando as capacidades cognitiva e psicológica de nossos pacientes. A partir do tratamento o candidato já apresenta melhoras na concentração, atenção, memória, tomada de decisões, raciocínio lógico, destreza, habilidade motora e controle emocional.

Todo nosso programa foi estruturado e baseado nos princípios da neurociência, da psicologia positiva/cognitiva comportamental, da programação neurolinguística e da inteligência emocional.

O nosso programa implementa o que há de mais avançado e inovador. Com algumas técnicas o candidato já apresenta resultados IMEDIATOS / INSTANTÂNEOS na hora do exame. Isso faz com que ele consiga mudar seu estado comportamental como num “passe de mágica”, saindo de uma condição de “cordeirinho” para “lobo”.

Chega de passar pela humilhação de ser reprovado. CLIQUE AQUI e aprenda a reprogramar o seu cérebro e ter o total controle da sua mente, emoções e comportamentos.

O QUE VOCÊ VERÁ NO PROGRAMA APROVETECH

1. metodologias de ensino e memorização, importante para o desenvolvimento cognitivo;

2. técnicas de reprogramação cerebral onde aquelas “crenças limitantes” – que te fazem acreditar que você não é capaz e que o examinador está ali para te reprovar – serão transformadas em crenças que empoderam e te capacitam para a aprovação;

3. exercícios para o desenvolvimento psicomotor como concentração,  atenção,  memorização, a tomada de decisões, o raciocínio lógico, habilidade motora e controle psicológico – importante para um bom desempenho nas provas de legislação, direção e principalmente para o teste psicotécnico;

4. técnicas para acionar seus maiores recursos internos, tanto do seu cérebro quanto das suas emoções para sua alta performance;

5. técnicas de integração dos hemisférios cerebral para promover o equilíbrio e desempenho de todas as suas funções: o raciocínio lógico, a consciência, a memória e a inteligência racional, a operacionalidade, intuitividade, criatividade e a inteligência emocional;

6. técnicas para desenvolvimento de sua acuidade sensorial, com exercícios para estimular, aguçar os sentidos, fundamental para a aprendizagem, memorização, concentração, foco, desenvolvimento das habilidades motoras, tomadas de decisões, e melhorar sua percepção da realidade;

7. técnicas para melhorar a coordenação motora;

8. técnicas para gerar instantaneamente estados positivos de autoestima, autoconfiança, segurança, tranquilidade, fundamental no momento da avaliação, principalmente na prova de direção, na presença do examinador;

9. técnicas de ressignificação e mudança percepção, importante para interpretar as situações adversas de uma forma mais positiva, o que é fundamental para gerar um estado mais positivo, melhorar a comunicação interna e externa, para aumentar as possibilidades de tomadas de decisões do candidato, para que ele esteja mais consciente, e também para criar a realidade desejada;

10. técnicas de gestão e autocontrole emocional, importante para a aprendizagem, memorização, concentração, foco, atenção, para alto performance do candidato no momento da avaliação;

11. técnica de simulação mental, que cria um ambiente virtual que aciona no cérebro as mesmas áreas que são acionadas durante a  execução dos movimentos, das atividades motoras, o que melhora as habilidades motora, a concentração e ajuda na gestão dos pensamentos e emoções.

Com o programa APROVETECH, ao aplicar as técnicas e exercícios disponibilizados, o candidato aumenta em 95% suas chances de ser aprovado de primeira nas provas do Detran – isso com pouco mais de 10 minutos de dedicação diária.

A pedido da equipe LegTransito e buscando atender ao imenso público que segue de forma online todo o trabalho realizado por eles, estaremos disponibilizando o programa APROVETECH na modalidade EAD (Ensino à distância – online) através de 10 vídeos.

Todo o conteúdo será apresentado de forma PRÁTICA, dinâmica e de fácil entendimento. Você poderá estudar os módulos em sequência ou separadamente – de acordo com seu interesse, necessidade e tempo disponível – liberdade de estudar conforme a sua conveniência. Afinal, quem sabe da sua rotina e da sua urgência é você.

Independentemente da sua idade, grau de estudo ou de quantas vezes já fez a prova, qualquer pessoa que usar nosso programa VAI MELHORAR significativamente o seu desempenho. Mas o primeiro passo é você QUERER.

Este programa tem 10 aulas, onde você vai estudar menos de 15 minutos por dia… seja no seu computador, smart TV, tablet… você é que escolhe onde é melhor pra você.

Marque na sua agenda ou CLIQUE AQUI para se cadastrar neste programa que estará disponível a partir do dia 07 de janeiro de 2019 no canal LegTransito e no site www.autoescolaonline.net.

Chega de sofrer com reprovações. Entre para o programa APROVETECH fique  100% preparado e confiante para fazer as provas psicológicas, teórica e prática.

Estamos falando de um PROGRAMA que já foi testado e validado por milhares de pessoas em todo o Brasil e que certamente vai te ajudar a conquistar o seu sonho.

Coautor: Dr. Eriston Mourão

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Como ser aprovado de primeira na prova do Detran estudando apenas 15 minutos por dia

Reprovações causam dor, frustração e perda de dinheiro – ninguém merece passar por isso! Eu vou te mostrar por que tantas pessoas são reprovadas nas provas de legislação e de direção do Detran e como eu posso te ajudar a não cometer os mesmos erros que 95% das pessoas cometem.

Clique aqui para conhecer o SEGREDO para passar de primeira na prova do Detran estudando apenas 15 minutos por dia.

Olá, eu sou Ronaldo Cardoso! Seja bem-vindo à maior comunidade do Brasil para ajudar pessoas que sonham em aprender a dirigir e tirar a habilitação.

Durante os últimos 20 anos da minha vida eu ajudei mais de 10 mil pessoas a passarem nas provas do Detran e então poder realizar o sonho de ter na mão, a tão necessária habilitação.

Infelizmente, pra muitos, o caminho até colocar as mãos nesta tão sonhada habilitação, costuma ser mais doloroso do que o esperado – mais de 90% são reprovadas no exame escrito ou de direção.

O principal motivo de tantas pessoas serem reprovadas é a falta de uma base sólida, o que acaba por ¹gerar distração, nervosismo e confusão mental – imagine ter que visualizar as placas enquanto, ao mesmo tempo, precisa mudar as marchas..; ou ²ao ficar em dúvida sobre de quem é a preferência ao se aproximar de um cruzamento..; …aí deixa o carro morrer, esquece de ligar a seta, de olhar os retrovisores e por aí vai…

No processo pra tirar a habilitação a pessoa passa por três etapas: ¹Avaliação médica e psicológica, ²curso e exame teórico para prova de legislação e ³treinamento + prova prática de direção – nosso foco aqui será nas etapas 2 e 3 – Prova escrita e Exame de Direção.

Na parte teórica é aonde a galera dá aquela velha morcegada – a verdade é que quase ninguém gosta de teoria, não é mesmo?!

Mas aí é que está o GRANDE PROBLEMA: A maioria das pessoas faz a parte teórica POR PURA OBRIGAÇÃO – somente para passar na prova escrita mesmo – já vi muita gente que acabou de saber que passou na prova escrita e imediatamente jogou o seu manual de legislação no lixo!

Porém, o que ninguém imagina, é que a TEORIA que dá toda a base pra ele fazer as aulas e exame de DIREÇÃO com muito mais facilidade.

…é isso mesmo que você acabou de ouvir: A TEORIA É A BASE PARA VOCÊ APRENDER A DIRIGIR SEM NERVOSISMO, SEM ESTRESSE E COM TOTAL DOMÍNIO DO CARRO.

Alguma vez você já tinha imaginado isso? – que o curso teórico é a chave pra qualquer pessoa aprender a dirigir com muito mais facilidade?!

Clique aqui para ver o vídeo onde eu apresento os principais motivos de 95% das pessoas serem reprovadas.

ACONTECEU COM ALGUÉM QUE CONHECI

Vou te contar um caso de um aluno que conheci na área de exame – não sei de qual autoescola ele era só sei que o nome dele era Thiago.

Durante todo o tempo em que eu estava com meus alunos, num bate papo descontraído, sem falar nada sobre o exame – até porque isso só serve pra causar mais nervosismo na pessoa – o Thiago ficava fazendo perguntas do tipo: E se o examinador pedir pra eu parar naquele local, o que eu faço? E se ele me perguntar alguma coisa sobre o painel do carro? Será que ele vai exigir que eu olhe pra trás ou posso olhar só os retrovisores? Era uma tensão que chegava a contagiar os outros alunos.

Dali a pouco o Thiago saiu pra fazer sua prova e não deu outra… REPROVADO. Percebendo a sua frustração, eu chamei ele para um canto e conversamos um pouco sobre o exame dele.

Ele me disse que fez até um bom exame, não chegou a cometer tantas faltas, mas teve duas que me chamaram a atenção: ¹Não realizar a conversão de forma correta; ²Não imobilizar totalmente o carro diante da placa de Parada Obrigatória.

Foi aí que me veio à cabeça, quantas e quantas vezes eu vi instrutor dentro do carro, com uma prancheta na mão, desenhando situações de trânsito para explicar para o aluno coisas que ele deveria ter aprendido lá no curso teórico – e o Thiago… foi reprovado justamente por falta dessa base teórica.

Você precisa entender uma coisa: Não se constrói um prédio sem uma base forte… e essa lógica se aplica a todas as áreas da nossa vida. Se você fizer como a maioria faz e não se dedicar a construir uma boa base teórica, certamente o nervosismo, distração e confusão mental serão inevitáveis em suas aulas e exame de direção.

Esse tipo de história eu vejo acontecer todos os dias com centenas e centenas de pessoas que nos procuram. Com poucos minutos de conversa eu consigo diagnosticar a falta dessa base teórica nessas pessoas.

…e o pior de tudo é que muitos deles já foram reprovados 2, 3 até 7 vezes, como foi o caso de uma pessoa que me procurou hoje, por cometer os mesmos erros que o Thiago cometeu. A distração, a insegurança e a confusão mental bate forte nessas pessoas.

Vale lembrar que uma reprovação, além da frustração e vergonha, custa caro. Você vai precisar pagar taxas do Detran; aulas adicionais + aluguel do veículo para fazer outro exame; fora o tempo que você vai ter que disponibilizar para fazer as aulas e comparecer no dia do exame – pra quem trabalha, estuda e tem outros afazeres, sem dúvida causa bastante transtorno.

…e qual é a SOLUÇÃO para esses problemas? Blindar a sua mente pra que você não tenha problemas na hora da sua prova teórica e, muito menos na prova de direção.

…e eu tô aqui pra te mostrar como construir essa BASE FORTE dedicando apenas 15 minutos do seu tempo, por dia.

Isso mesmo – se você se comprometer a dedicar míseros quinze minutos para desenvolver o que eu vou te mostrar, você vai ficar totalmente preparado para atropelar a prova teórica e de quebra fazer uma excelente prática de direção.

Clique aqui e veja o SEGUNDO VÍDEO onde eu apresento os motivos de tantas pessoas não conseguirem passar de primeira na prova do Detran.

NÃO COMETA ESSE ERRO SE QUISER PASSAR NA PROVA DO DETRAN

Este erro, pelo menos 95% das pessoas que reprovam na prova do Detran, cometem.

Se você já foi reprovado em algum exame do Detran, certamente já sentiu isso que eu vou te falar – pelo menos 30% da capacidade de qualquer candidato são perdidos por conta do fator emocional e outros 50% pela falta de uma boa base teórica… e eu não tô falando só de prova teórica, não, tá?… essa regra vale, principalmente, para aqueles que vão fazer a prova de DIREÇÃO.

Fatores como distração mental ao ver as placas passando acontecem pelo fato delas estarem fora do nosso campo visual primário. Experimente olhar em um ponto e observe como as imagens ao redor daquele ponto ficam em segundo plano – isso é a nossa mente fazendo que a gente fique concentrado naquilo que estamos olhando.

As placas estão nas laterais da pista e por isso, muitas vezes, nos pegamos olhando para todos os lados e assim cometemos erros bobos na direção do carro. Já reparou como muitos erros que cometemos nas provas, não cometemos no dia a dia das aulas? Isso acontece porque não tivemos uma BASE TEÓRICA suficiente para fazer do ato de dirigir, algo natural.

ACONTECEU COM MINHA ALUNA

Me lembro de uma aluna, Jussara o nome dela, que até conseguia realizar as manobras que eu pedia: baliza; controle de embreagem e tudo mais; mas na hora de colocar o veículo em circulação ela sempre esquecia: ¹de olhar o trânsito, ²de dar seta, ³de mudar as marchas e outros erros bobos.

Depois de algumas aulas – percebendo que a gente não tava evoluindo – eu tive que interromper suas aulas de direção e ir com ela para dentro da sala de aula. Lá eu passei alguns fundamentos básicos de direção – eu tô falando de teoria básica… quando voltamos para as aulas práticas ela própria sentiu a diferença!

Talvez isso explique o fato da minha avó, de 77 anos, conseguir fazer crochê, assistir TV e ainda prestar atenção na conversa dos outros… rsr – certamente ela teve uma boa base.

Depois de tantos anos trabalhando nessa área, hoje consigo ver porque 95% das pessoas têm dificuldade em desenvolver melhor nas aulas e exame de direção. A falta de uma boa base teórica impossibilita que o ato de dirigir seja natural.

Muitas vezes essas pessoa, sequer, vão às aulas na autoescola. Com isso, chegam na parte prática inseguros e, por conta desse problema, reprovam várias vezes.

Rios de dinheiros são jogados ralo abaixo… e muitos deles não conseguem concluir todo o processo dentro do prazo de 1 ano… e acabam tendo que recomeçar tudo do zero.

JÁ PENSOU TER QUE COMEÇAR TUDO DE NOVO?

Imagine ter que começar tudo de novo, passar por tudo de novo e gastar tudo de novo porque não conseguiu concluir o processo dentro do prazo… realmente seria desanimador.

Infelizmente, isso acontece com muita gente e eu não quero que aconteça também com você… que vem aqui neste canal… justamente em busca da solução para um problema que talvez nem você saiba que tem.

Os últimos 20 anos nesta atividade me permitiram adquirir a experiência necessária para desenvolver uma metodologia que já ajudou milhares de pessoas… e agora vou usar para ajudar você, que busca pela sua habilitação para, finalmente, ter a liberdade que sempre sonhou: Poder dirigir o seu carro, ou pilotar a sua moto, para onde quiser, na hora que quiser sem nenhuma preocupação ou medo.

Conheça o programa FÓRMULA DA APROVAÇÃO, desenvolvido por mim, Ronaldo Cardoso, com a experiência adquirida ao longo dos últimos 20 anos e que já ajudou mais de 10 mil pessoas em todo o Brasil.

COMO SER APROVADO ESTUDANDO APENAS 15 MINUTOS POR DIA

Você está disposto a dedicar 15 minutos do seu tempo diário para garantir a sua aprovação nas provas de legislação e prática de direção?

Eu sei que TEMPO é um bem escasso para todo mundo. Por isso isso nosso programa te dá a liberdade de ajustá-lo conforme a sua conveniência. Afinal, quem sabe da sua rotina e da sua urgência é você.

Antes de mais nada eu quero esclarecer que aqui não vendemos facilidade. Isso não é em texto  para curiosos – É PRA QUEM QUER PASSAR NA PROVA – independentemente da sua idade, grau de estudo ou de quantas vezes já fez a prova. Qualquer pessoa que QUISER pode ser aprovada. Mas o primeiro passo é você QUERER.

FÓRMULA DA APROVAÇÃO

Em 2011 eu comecei a postar vídeos na internet mostrando algumas das técnicas que desenvolvi para ajudar pessoas que estão em busca da habilitação. Os vídeos ganharam dimensões gigantescas e hoje não tenho a mínima chance de atender nem 1% de todos os pedidos pessoalmente.

Por isso, depois de MILHÕES de pedidos, eu resolvi criar este programa que finalmente vai alcançar a todos.

É pensando em gente como você que este programa foi criado. Para evitar que você cometa os mesmos erros que 95% das pessoas comete nas provas do escrita e de direção.

Este programa tem 26 aulas, onde você vai estudar menos de 15 minutos por dia… seja no seu computador, celular ou smart TV… você é que escolhe onde é melhor pra você…

O que acontece com quem participa do meu curso 😀

  1. Chega 100% preparado e confiante para fazer a prova teórica – nós estamos falando de um treinamento validado e testado por milhares de alunos em todo o Brasil;
  2. Poderá assistir no seu tempo e, ainda assim, vai ficar preparado de forma plena – colocando a zero a chance de não ser aprovado;
  3. Terá segurança pra não apenas passar, mas pra gabaritar a prova – grande parte dos meus alunos passa por esta experiência maravilhosa.

CONDIÇÃO ESPECIAL PARA OS 100 PRIMEIROS

Eu vou abrir 100 vagas, pra esta turma, com uma CONDIÇÃO MUITO ESPECIAL – se você está vendo lendo este texto, é porque pelo menos uma dessas vagas ainda está disponível… veja bem:

Apenas enquanto este texto estiver em nosso blog, você vai poder participar do programa FÓRMULA DA APROVAÇÃO, pelo valor de APENAS R$ 97,00… que você ainda pode escolher se vai pagar no boleto, no cartão – inclusive parcelado em 12x no cartão, se preferir assim.

Olha só: São parcelas de menos de R$ 10,00 pra você GARANTIR a sua aprovação na prova escrita e desenvolver a base necessária para arrasar nas aulas práticas e no exame de direção.

O programa foi todo desenvolvido com base nas dificuldades de milhares de outros alunos, ao longo de 20 anos. Não é por acaso que o programa se chama FÓRMULA DA APROVAÇÃO.

SUPER BÔNUS PARA OS 100 PRIMEIROS

  1. Dois DVD’s com videoaulas de direção mostrando o passo a passo desde aquele que nunca pegou num carro até o dia do seu exame de direção;
  2. Lista de videoaulas com correção das questões que mais caem nas provas do Detran;
  3. PDF com os resumos de todas as matérias;
  4. PDF com 10 provas simuladas para exercitar;
  5. E o principal deles… vai receber suporte pessoalmente comigo, pelo grupo de whatsapp criado EXCLUSIVAMENTE para os 100 primeiros.

Eu quero participar do programa FÓRMULA DA APROVAÇÃO e passar na prova do Detran.

GARANTIA DE 7 DIAS PARA VOCÊ TESTAR O CURSO

Ainda tá em dúvida? Então vamos combinar o seguinte: Após se matricular, eu vou te dar 7 dias para desistir do treinamento, se você quiser.

Mas preste atenção: Ninguém vai perguntar por que você está desistindo; Você não vai ter que preencher nenhum formulário nem enviar nenhuma correspondência pra gente… não tem pegadinha. É simples assim: Basta dizer que não quer mais e pronto – seu dinheiro será devolvido sem nenhum questionamento.

Eu faço isso porque tenho plena confiança no que eu estou te oferecendo… e tenho certeza que uma vez dentro você vai ter certeza de que este foi o melhor investimento que você fez até agora pra tirar a sua carteira de habilitação.

Só depende de você… você vai investir menos do que gasta numa idinha ao cinema com a sua família.

A partir de agora É COM VOCÊ – tá vendo este botão aqui em baixo, clique nele e junte-se ao nosso time de pessoas que foram aprovadas nas provas do Detran.

Acredite, você pode muito mais que imagina!

CLIQUE AQUI E SEJA APROVADO NA PROVA DO DETRAN.

Questões que mais caem na prova do Detran

Todos os dias recebo mensagens de candidatos à habilitação querendo saber quais as questões que mais caem nas provas do Detran. Apesar de não ver com bons olhos essa pergunta – afinal, todos os assuntos devem ser estudados e compreendidos para que sejam adequadamente aplicados quando na direção de um veículo – seguem orientações sobre esta dúvida:

Quer fazer um curso onde você APRENDE DE VERDADE e fica preparadíssimo para PASSAR DE PRIMEIRA? Conheça o MEU CURSO ONLINE preparatório para prova do Detran. Chega de gastar dinheiro com reprovação.

O curso teórico, preparatório para prova do Detran, ministrado essencialmente na modalidade presencial, pelos CFC’s (Centro de Formação de Condutores), aos candidatos à habilitação, contém carga horária mínima obrigatória de 45 horas / aula. Neste curso são trabalhadas cinco disciplinas, a saber:

1. Legislação de Trânsito – 18 h/a;
2. Direção Defensiva – 16 h/a;
3. Primeiros Socorros – 4 h/a;
4. Meio Ambiente e Cidadania – 4 h/a;
5. Mecânica Básica de Veículos – 3 h/a.

As cargas horárias e o conteúdo de cada uma dessas disciplinas são regulamentadas pela Resolução 168/04 do Contran. Nessa mesma resolução, em seu artigo 11, é especificada a quantidade de questões que devem ser abordadas em prova, correspondente aos assuntos abordados no curso:

Art. 11. O candidato à obtenção da ACC ou da CNH, após a conclusão do curso de formação, será submetido a Exame Teórico-técnico, constituído de prova convencional ou eletrônica de no mínimo 30 (trinta) questões, incluindo todo o conteúdo programático, proporcional à carga horária de cada disciplina, organizado de forma individual, única e sigilosa, devendo obter aproveitamento de, no mínimo, 70% (setenta por cento) de acertos para aprovação.

Observe, no destaque do dispositivo supracitado, que o número de questões deve ser PROPORCIONAL à carga horária de cada disciplina. Assim sendo, numa prova de 30 questões, deveriam ser observadas as seguintes razões:

1. Legislação de Trânsito – 12 questões;
2. Direção Defensiva – 11 questões;
3. Primeiros Socorros – 3 ou 2 questões;
4. Meio Ambiente e Cidadania – 3 ou 2 questões;
5. Mecânica Básica de Veículos – 2 questões.

Entretanto, NÃO é exatamente o que temos presenciado nas provas aplicadas pelos Detran’s Brasil afora. O que está sendo praticado é o seguinte:

1. Legislação de Trânsito – 18 questões
1.1. Cinco (5) sobre SNT, Processo de Habilitação, Habilitação e Veículos;
1.2. Cinco (5) sobre Sinalização de Trânsito;
1.3. Três (3) sobre Infrações e Crimes de Trânsito e suas punições;
1.4. Cinco (5) sobre Normas de Circulação e Conduta);
2. Direção Defensiva – 5 questões;
3. Primeiros Socorros – 3 questões;
4. Meio Ambiente e Cidadania – 2 questões;
5. Mecânica Básica de Veículos – 2 questões.

Se no seu Estado o Detran aplica provas com 40 questões, considere 2 questões, a mais, em cada um dos itens citados.

É muito comum ver candidatos querendo saber quais questões cairão na prova dele, ou seja, ele quer saber exatamente como cada questão será apresentada, numa reprodução fiel, palavra por palavra. Percebe-se, com isso, que a intenção do aluno é chegar na prova e apenas marcar as respostas previamente decoradas. Claro que não é isso que se espera para a formação do condutor.

Nos cursos que eu dou aula, sempre apresento aquelas questões mais comuns em provas. Há algumas que eu GARANTO que vão cair – não com a reprodução fiel das palavras, mas seguindo o mesmo raciocínio – inclusive, sempre ensino DICAS VALIOSAS e apresento PEGADINHAS nas quais os alunos costumam cair.

Tudo isso é válido para que o aluno consiga a sua aprovação na primeira tentativa – desde que aprenda o conteúdo e, de fato, esteja ciente de como estes conhecimentos serão aplicados no seu dia a dia no trânsito.

CONCLUSÃO

Não fique preso à decoreba de questões ou apenas estudando aquilo que você acha que vai cair na prova. O melhor a fazer é se preparar adequadamente, com um profissional que pode até te mostrar os “atalhos”, mas que não te ilude com promessas e fórmulas mágicas.

Foi reprovado? Não desanime. Venha pro MEU CURSO ONLINE e veja COMO SER APROVADO NA PROVA DO DETRAN. Espero você na próxima turma.

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Controle de Embreagem exigido nas provas do Detran induz ao erro

Durante a prova prática do Detran, que avalia os candidatos à habilitação para conduzir veículos de 4 ou mais rodas, o controle de embreagem é uma das manobras exigidas que podem reprovar o aluno. Entretanto, além de já sabido que este tipo de manobra prejudica, consideravelmente, vários dispositivos mecânicos do veículo, sua eficácia, no que diz respeito à formação do condutor, é questionável – entenda por quê.


Gosta de receber novidades sobre trânsito? Então
clique aqui e cadastre gratuitamente o seu e-mail.

 

A embreagem é um dos diversos itens do carro que sofre desgaste natural – mais cedo ou mais tarde, ela precisará ser trocada. Porém, sua vida útil não é pré-determinada e pode variar bastante. O fator que mais influencia na durabilidade deste componente é o modo como ele é utilizado pelo motorista. Os condutores mais cuidadosos, inclusive, evitam abusar do controle de embreagem ou até mesmo manter o pedal acionado com o carro parado.

Segundo o especialista Leandro Perestrelo, membro da Comissão Técnica de Transmissões da SAE Brasil, “quando condutor permanece com o pedal da embreagem pressionado até o fim de seu curso, sem modula-lo, com a primeira marcha engatada e o freio acionado, o desgaste envolve menor quantidade de componentes e não tem consequências preocupantes”.

“O pior quadro, de longe, acontece quando o motorista mantém parado apenas controlando a embreagem e o acelerador. Nesse caso, a vida útil do componente será reduzida. O platô fica girando, mas o disco fica parado, e essa situação é extremamente danosa”, pondera Perestrelo. Nessa hipótese, o material de contato do disco sofre atrito, provocando maior desgaste.”

“O disco é feito para ser modulado por um ou dois segundos; três segundos, no máximo. Se o motorista fica fazendo o controle, chega a provocar desgaste equivalente ao de 100 partidas em uma única vez”, adverte o engenheiro da SAE. Além disso, Perestrelo destaca que, devido ao atrito, essa situação gera muito calor. Consequentemente, pode causar superaquecimento no sistema.

Desse modo, o ideal é que o condutor utilize o controle de embreagem apenas para colocar o veículo em movimento. “Não precisa ser algo desesperado, mas o motorista deve modular o pedal o mais rapidamente possível,” sintetiza o especialista.

Ora, se a formação do condutor inclui orientá-lo e avaliá-lo quanto à sua conduta em relação ao correto manuseio do veículo, dentre outros, como pode o Contran exigir que essa manobra, prejudicial ao bom funcionamento da máquina, seja executada durante as aulas e exames?

Sei que alguns profissionais (instrutores / examinadores) vão contestar dizendo que é uma manobra necessária para avaliar o “domínio” do candidato em relação ao uso da embreagem. Contudo, vejo outras formas de avaliar isso, como por exemplo, na manobra de baliza onde, inevitavelmente, o aluno terá que demonstrar total controle dos pedais.

Ademais, há bancas examinadoras que NÃO permitem que o candidato use o controle de embreagem numa interseção em aclive, diante de uma placa de Parada Obrigatória, por exemplo, exigindo que este utilize o freio. Óbvio que acionar o freio não é a conduta mais adequada em uma parada rápida, como a da situação hipotética. Conforme bem disse Perestrelo, a manobra de controle de embreagem PODE ser utilizada, desde que por tempo inferior a três segundos, sem que isso represente comprometimento mecânico ao veículo.

CONCLUSÃO

Há décadas vem sendo cobrada, dos candidatos, esta manobra que, além de prejudicar componentes mecânicos do veículo, induz à utilização equivocada dos comandos da máquina. Ao contrário do que os Detran’s estão fazendo (sob normatização do Contran), o controle de embreagem NÃO é para ser usado em paradas junto ao meio-fio – neste caso o recomendável é que se pise no freio -, mas, excepcionalmente, naquelas paradas rápidas (de até 3 segundos) em que o condutor precisa imobilizar o veículo para avaliar o trânsito da via transversal e prosseguir com segurança.

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Legislação exigida para habilitar-se é diferente entre Detrans

Comumente sou questionado, às vezes até por profissionais de autoescola (CFC – Centro de Formação de Condutores), se a legislação de trânsito tratada no material de suporte que oferecemos em nosso site serve para qualquer Detran do Brasil. Apesar da resposta parecer óbvia para alguns, percebo que muitos ainda têm essa dúvida. Por isso, trago neste texto elucidações acerca deste imbróglio.

Gosta de receber novidades sobre trânsito? Então clique aqui e cadastre gratuitamente o seu e-mail.

Inicialmente, esclareço que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), assim como a sua predecessora (PPD – Habilitação Provisória), licencia o seu titular a conduzir veículo automotor ou elétrico, da respectiva categoria, em TODO O TERRITÓRIO brasileiro. Assim, os conhecimentos exigidos dos condutores e candidatos à habilitação, necessariamente, devem contemplar conteúdos que sejam de abrangência nacional.

Importante, também, entender que a criação da legislação de trânsito, no Brasil, é de competência privativa da União […]

CF/88
Art. 21. Compete privativamente à União legislar sobre:
XI – trânsito e transporte;

[…], ou seja, não existe um código de trânsito estadual ou municipal. Todos os condutores e candidatos à habilitação, assim como os demais usuários do trânsito, estão sujeitos à Lei federal 9.503/97 que estabelece o atual Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Falando, especificamente, sobre a formação de condutores, o CTB estabelece, em seu capítulo XIV (art. 140 a 160), quais critérios devem ser atendidos no processo de habilitação, pormenorizados pela Resolução 168/04 do Contran.

Essa resolução, de abrangência nacional, estabelece exatamente quais etapas, conteúdos e carga horária devem ser realizados para que o candidato obtenha sua habilitação – está tudo detalhado de maneira que nenhum Detran pode INOVAR ao exigir conteúdos a mais ou a menos dos estabelecidos.

Somente na aplicação das provas teóricas, sobre legislação de trânsito e afins, o Contran permitiu, aos Detran’s, discricionariedade quanto ao número de questões (mínimo 30, porém sem limite máximo), número de alternativas por questão e o tempo a ser concedido para o candidato realizar o teste.

Obviamente, seria insano afirmar que todos os Detran’s abordam os conteúdos exigidos (Res. 168/04) da mesma forma – usando exatamente as mesmas palavras e termos, na pergunta. Entretanto, perguntar de forma diferente NÃO significa usar legislação diferente.

CONCLUSÃO

Não importa de qual Estado ou região do país você é, o mesmo conteúdo ensinado numa autoescola de Porto Alegre / RS é, também, utilizado numa de Manaus / AM ou de qualquer outro lugar do Brasil. Portanto, não tenha receio em utilizar materiais elaborados por editoras de outro Estado que não seja o seu.

Bons estudos e um excelente curso para você!

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE PARA ASSISTIR VÍDEOS EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Posso Questionar o Auto de Infração durante o processo de Suspensão ou Cassação?

Se você já tentou recorrer de uma penalidade de suspensão do direito de dirigir ou cassação da habilitação, questionando a falta de notificações, erros no auto de infração ou qualquer outra alegação relacionada com a penalidade de multa lavrada por outro órgão de trânsito que não seja o DETRAN, muito provavelmente seu processo foi indeferido sob o argumento de que o “não cabe questionar a regularidade do auto de infração no processo de suspensão/cassação”.

Gosta de receber novidades sobre trânsito? Então clique aqui e cadastre gratuitamente o seu e-mail.

Isso porque, segundo o entendimento do DETRAN, o processo de multa corresponde a uma “fase de conhecimento”, sendo este o momento adequado de discutir a regularidade da autuação e o processo de suspensão ou cassação correspondem à “fase de execução da penalidade”.

Simplificando, se a Autoridade de Trânsito que lavrou a autuação considerou que o auto de infração não tinha nenhuma irregularidade, não cabe ao DETRAN questionar essa decisão.

É como se o DETRAN dissesse o seguinte: EU NÃO TENHO NADA A VER COM ESSE ASSUNTO. EMA, EMA, EMA, CADA UM COM SEU PROBLEMA.

Só que esse tipo de conduta representa uma afronta ao direito de ampla defesa do condutor.

Isso porque não se trata de cancelar a penalidade de multa aplicada pela outra autoridade de trânsito e sim de analisar a regularidade do ato administrativo e, se for o caso, não admitir que uma autuação inconsistente ou irregular seja utilizada para compor o processo de suspensão ou cassação.

O Código de Trânsito Brasileiro em nenhum momento desvincula o processo de penalidade de multa do processo de suspensão ou cassação, pelo contrário, atribui ao órgão competente (pela imposição da respectiva penalidade) a responsabilidade pelo julgamento de sua consistência:

Art. 281. A autoridade de trânsito, na esfera da competência estabelecida neste Código e dentro de sua circunscrição, julgará a consistência do auto de infração e aplicará a penalidade cabível.

 

Parágrafo único. O auto de infração será arquivado e seu registro julgado insubsistente:

 

I – se considerado inconsistente ou irregular;

II – se, no prazo máximo de trinta dias, não for expedida a notificação da autuação.

Parece evidente que o artigo 281 deve ser analisado em conjunto com o artigo 256, que prevê todas as penalidades que podem ser aplicadas:

Art. 256. A autoridade de trânsito, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sua circunscrição, deverá aplicar, às infrações nele previstas, as seguintes penalidades:

 

I – advertência por escrito;

II – multa;

III – suspensão do direito de dirigir;

IV – (Revogado pela Lei nº 13.281, de 2016)

V – cassação da Carteira Nacional de Habilitação;

VI – cassação da Permissão para Dirigir;

VII – freqüência obrigatória em curso de reciclagem.

Assim, a competência para julgar a consistência do auto de infração antes de aplicar a penalidade de MULTA é da autoridade de trânsito que lavrou a autuação.

Código de Trânsito Brasileiro

Art. 260. As multas serão impostas e arrecadadas pelo órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre a via onde haja ocorrido a infração, de acordo com a competência estabelecida neste Código.

Já a competência para julgar a consistência do auto de infração antes de aplicar a penalidade de SUSPENSÃO ou CASSAÇÃO, é da autoridade de trânsito do órgão de registro da habilitação.

Resolução 723

Art. 5º As penalidades de que trata esta Resolução serão aplicadas pela autoridade de trânsito do órgão de registro do documento de habilitação, em processo administrativo, assegurados a ampla defesa, o contraditório e o devido processo legal.

Não há fundamentos na alegação do DETRAN de que a regularidade da autuação deve ser analisada apenas pela autoridade de trânsito que aplicou a penalidade de multa.

Em que momento, afinal, o Código de Trânsito Brasileiro atribui ao processo de MULTA a natureza de “processo de conhecimento” e ao processo de suspensão ou cassação a natureza de “fase de execução da penalidade”?

Não atribui. Isso é uma análise equivocada das autoridades de trânsito.

Concluindo:

Ainda que se alegue que o DETRAN não tem competência para anular a penalidade de multa aplicada por outros órgãos do sistema nacional de trânsito, é inquestionável que tem a competência para anular as penalidades de suspensão e cassação decorrentes de autuação inconsistente ou irregular.

Entendeu?

A multa continua intacta, porque o DETRAN não pode cancelar penalidades lavradas por outro órgão de trânsito. Mas o DETRAN pode cancelar o processo de suspensão ou cassação desde que seja constatada a irregularidade ou a inconsistência da autuação.

Aliás, esse entendimento já encontra inúmeros precedentes em nossos tribunais, dentre os quais, cito:

APELAÇÃO CÍVEL. MANDADO DE SEGURANÇA. ATO ADMINISTRATIVO. CNH – CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO. SUSPENSÃO. PONTOS NO PERÍODO DE UM ANO. Preliminar – Alegação de ilegitimidade passiva. Inocorrência. Processo administrativo de competência do impetrado, que se sujeito aos efeitos advindos da sentença. Preliminar rejeitada. Mérito –Reconhecida a nulidade de uma das autuações. Caso em que a notificação foi enviada ao impetrante contendo erro quanto ao horário da autuação, pois informado horário inexistente, qual seja, 33h00. Impetrante que somente tomou conhecimento do correto horário da multa que lhe fora imposta, depois de ultrapassado o prazo de 30 dias da notificação, o que impossibilitou o exercício de seu direito de defesa, no âmbito administrativo.Excluída esta multa, não foram atingidos vinte pontos durante um ano, não sendo possível, por este motivo, a suspensão do direito de dirigir do impetrante. Inteligência do art. 280 e seguintes do CTB e Súmula 312 do STJ. Segurança concedida na origem. Sentença mantida. Recurso não provido. (TJ-SP – APL: 10000595920158260320 SP 1000059-59.2015.8.26.0320, Relator: Djalma Lofrano Filho, Data de Julgamento: 08/07/2015, 13ª Câmara de Direito Público, Data de Publicação: 28/07/2015)

Se for para manter a penalidade de suspensão ou cassação mesmo sabendo que a autuação está irregular, só porque o auto de infração foi lavrado por outro órgão de trânsito, não há necessidade de instaurar o processo administrativo e oferecer prazo para o condutor se defender, pois a decisão final já foi pronunciada de antemão.

Essa atitude do DETRAN, além de ilegal, é imoral, vergonhoso e indecente, pois coaduna com um ato irregular praticado por outro órgão de trânsito e ainda aumenta a penalidade ao condutor com a suspensão ou cassação de sua CNH.

——-

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

A dura realidade da CNH no Brasil

Se você não está disposto a se deparar com palavras duras, melhor nem iniciar a leitura. Entretanto, se é mais um cansado de sofrer as consequências de um sistema falido, articulado pela despreparada administração pública, este texto é para você. Em breves palavras quero externar toda a indignação daqueles que trabalham com a formação de condutores no Brasil.

Diariamente temos que conviver com regras que não agregam nenhum “valor” ao exercício de nossas funções, tampouco para a melhoria do trânsito ou diminuição do índice de acidentes.

Novas leis, resoluções, portarias, decretos e tantos outros dispositivos legais são criados a cada dia e, em sua esmagadora maioria, com imposições tão pífias que as vezes me deparo a pensar que a qualquer momento o DETRAN vai querer dizer até em que posição eu devo colocar o simulador de direção na minha autoescola (receio já existir essa imposição e ainda não ser do meu conhecimento – risos).

Em meio a um cenário totalmente utópico regido por normas tendenciosas de uma administração “interesseira”, destaco alguns pontos desta “falácia” que é o processo de habilitação de condutores no Brasil.

Sobre a preparação teórica – Constantemente recebo mensagens de instrutores dizendo que “o Detran não está cobrando assim”; “nas provas do Detran ainda está caindo do jeito antigo”; “nas provas do Detran diz que ACC é uma categoria de habilitação”; “caiu na prova do meu aluno que a Apreensão do veículo ainda pode ser aplicada”; e por aí vai!

Temas alterados há seis meses, ou mais, continuam sem atualização no banco de questões do Detran. A propósito, são questões tão mal elaboradas que 90% delas é passível de anulação por erros primários e desconformidades com a legislação de trânsito – deve ser por isso que esta é a única prova pública a qual o candidato não tem acesso para posteriores contestações.

Chegamos ao cúmulo de ter que ensinar das duas formas: a antiga e a atualizada; a errada e a certa – indignação! Se o instrutor ensina errado, é passível de punições (ver Res. 358/10 do Contran), mas com o órgão de trânsito nada acontece!

Como pode o Estado, representado pelos seus órgãos, cobrar quando ele próprio não atende ao que diversas vezes consta no texto legal – “cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito das respectivas atribuições”. Seria a velha máxima “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”?

Sobre a preparação prática – A falta de padronização e de critérios, na avaliação dos candidatos, é “a saga” que os instrutores precisam lidar cotidianamente. A exemplo do teórico, também já vi instrutores dizendo para seus alunos fazerem deste ou daquele jeito, a depender de quem for o examinador.

Como assim?! Estou apavorado! – “Se for o examinador Fulano de Tal, olhe para trás. Se for o Ciclano das Tantas, olhe somente pelos retrovisores”; “Se for o examinador Beltrano dos Anjos, ligue a seta para à direita. Se for o Propiniano da Silva, não precisa nem ligar a seta”; “Se o Propiniano Batista te pegar, ele te avisa sobre o cinto. Mas se for o Propiniano Neves, tem que ficar mais ligado”. – Os nomes e sobrenomes são meramente fictícios e não têm qualquer relação com a realidade.

Mesmo no Detran em que já existe o Manual Técnico com parâmetros definidos para a avaliação prática de direção, seus servidores insistem em continuar a fazer conforme suas ideologias e interpretações pessoais.

Sobre o simulador de direção – Já testei vários modelos; acompanhei pessoas usando o tal simulador de direção; já me esforcei muito para ver se a balança equilibra os prós e contras desse “bendito” equipamento, mas a danada (balança) só pende para o lado do contra. Não vou dizer que os benefícios sejam zero, mas ao custo e sob as condições a que se propõe, NÃO FAZ O MENOR SENTIDO.

Atrevo-me a dizer, inclusive, que o “bendito” mais atrapalha do que ajuda. Seguem alguns problemas que vi:

  • O pedal do acelerador é alto e duro, similar ao da embreagem. O aluno que nunca dirigiu tem que apertar o pé naquilo para o bendito simulador não apagar o motor. O aprendiz desenvolve uma sensibilidade equivocada do pedal e quando pega um carro de verdade AFUNDA O PÉ NO ACELERADOR – olha o risco!
  • “Dirigindo” o bendito, quero sair de uma estrada vicinal e adentrar numa rodovia. A maior preocupação de qualquer motorista, neste momento, é imobilizar o carro para observar se o trânsito permite a manobra com segurança – Pois pasmem! O bendito não te dá a visão da rodovia. – O aluno vira e pergunta: “Como eu faço pra saber se vem carro”? Instrutor: “Entra, se bater é porque vinha”. – Depois dessa não vou nem continuar.

Sobre a motopista – Esta eu posso AFIRMAR que os seus idealizadores JAMAIS subiram numa moto (nem na garupa) para ver o que realmente é o trânsito para estes veículos. – Pelo amor de Deus! – Você pegar um aluno “zerado” e dar a ele uma introdução sobre pilotagem na motopista, tudo bem! Agora, fazer todo o treinamento e ainda ser avaliado neste circuito que NADA representa a realidade… é, no mínimo, irresponsável!

É um tal de aluno reprovado porque “não olhou sobre os dois ombros”; “abriu o joelho ao contornar o oitão”; “puxou o descanso antes de desligar a moto (ou depois – cada examinador entende de um jeito)”.

Enfim, sem que eu precise dizer mais nada, os números mostram o resultado aí no trânsito. – Lamentável!

Sobre a formação dos profissionais avaliadores – Examinadores são credenciados a exercer suas funções, sendo submetidos a um “cursinho de fachada” e uma prova que qualquer candidato à habilitação tiraria mais que 90% nela. Que me perdoem os bons profissionais, mas ouso dizer que pelo menos 70% desta classe não tem qualificação técnica, e muito menos psicológica, para sequer dirigir o seu próprio carro.

Infelizmente, são estes que frequentemente ignoram uma das regras básicas para servidor público: “Tratar a todos com cortesia e urbanidade”. Chegando, não por poucas vezes, a humilhar publicamente o profissional instrutor e seus alunos candidatos à habilitação. Indispensável mencionar que, a depender das circunstâncias, essa atitude pode configurar crime de constrangimento ilegal (art. 146, CP) e ainda culminar no dever de indenização por dano moral na esfera cível (art. 186, 187 e 927, CC).

Tudo isso sem falar na “máfia” que todos sabem muito bem que existe, mas fingem não ser do “seu mundo”. Alguns Estados, como MG, só admitem que seu Detran seja integrado por policiais civis. Ao questionar tal medida, foi dada a justificativa de que assim a corrupção seria inibida. – Ainda vou acreditar nisso, um dia!

Resultado:

  • Ruas cheias de pessoas despreparadas para o trânsito e consequente aumento dos acidentes e vítimas;
  • Centros de Formação de Condutores se rendendo à corrupção imposta pelo sistema ou fechando as portas por não terem condição de concorrerem de maneira legal e moral;
  • O fortalecimento de uma cultura de corrupção, em que o cidadão acredita que só consegue a habilitação aquele que se corrompe e que no Brasil é o “jeitinho” que resolve tudo – inclusive as infrações e crimes praticados na direção do veículo;
  • Instrutores desmotivados pelas imposições desfundadas do Estado e condições desfavoráveis de trabalho;
  • O cliente/aluno/condutor dando cada vez menos crédito e valor aos serviços prestados pelas autoescolas e o seu resultado final a CNH / direito de dirigir;
  • Estado e seus representantes (DETRAN, CONTRAN, DENATRAN) se colocando em pedestais cada vez mais altos, de maneira que o cidadão (fantoche) fadigue a mercê das políticas públicas equivocadas e arbitrárias.

Em alguns dias o CONTRAN publicará duas resoluções que substituirão as atuais 168/04 e 358/10 – que tratam especificamente da formação de condutores, das entidades credenciadas para execução destes serviços e seus profissionais. Ainda não tive acesso ao texto definitivo, mas já estou a par de algumas das mudanças. Das que eu vi, pouco se tem a oferecer de relevante na melhoria da formação dos condutores, ou seja, mais uma vez seremos vítimas de uma série de imposições que nos trarão muito mais problemas que soluções.

Sei que estas palavras podem soar pesado para alguns, mas esta é a dura realidade que precisamos encarar. Chega do velho discursinho político e demagogo – Ou “batemos de frente” com o sistema ou continuamos de braços cruzados esperando para ver quem será o próximo a cair.

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL – GRÁTIS

Telefone: (33) 3331-4146 - Whatsapp: (33) 98454-1720 - Email: contato@autoescolaonline.net

Direitos Autorais © 2014-2018 Autoescola Online - Todos os Direitos Reservados.