fbpx

Arquivos

Tag: poema

Choro na Via

Há pouco mais de um ano, em viagem à Juiz de Fora – cidade de aproximadamente 500 mil habitantes, localizada na Zona da Mata Mineira – um amigo meu teve a infelicidade de presenciar cenas de terror, naturalmente proporcionadas pelo trânsito sanguinário e mutilador no qual estamos inseridos. Foi um acidente que resultou em várias vítimas, dentre elas uma criança de sete anos de idade. Ainda hoje, traumatizado com a terrível experiência vivenciada naquele dia, nos traduz, em forma de poema, seu relato triste e inesquecível. Que estes versos nos façam refletir um pouco mais sobre nosso comportamento no trânsito.

Choro na via

Vi um automóvel voando feito asterisco
Não sei se áster cadente ou avião
Passou vermelho feito risco de curisco
Jato de gasolina plus, adrenalina e emoção!

Vi o automóvel emoção, flutuar-se ao chão
Vi a adrenalina, vi o menino e a menina
Vi a mãe e o pai debruçados, sem ação
Vi um filete de sangue quente escorrendo pela mão.

Sangue inocente e culpado, paradoxalmente misturados
Sangue puro e bom, escorrendo meio que sem jeito, pelo peito
Não sei meu Deus!  – Foi a sina ou a imprudência assassina?
Eu sei que se perdeu vida, vejo a orfandade da menina.

Vejo seu pranto sujo de lágrima, de terra e capim
Que perfura meu coração, de modo tão ruim!
Por qual razão, neste instante, estou aqui
Seria Isso, cenário pra mim?

Autor: Gessé Antônio de Souza
Poeta / Escritor
http://ethopoesisblogspot.com.br/

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL – GRÁTIS